A importância dos Legumes e Verduras

A importância dos Legumes e VerdurasEm nossos cardápios a alimentação saudável é um hábito. Uma mesa balanceada com legumes e verduras pode evitar doenças provocadas pela falta de nutrientes e prevenir outras: quem consome grande quantidade desses alimentos garante o bom funcionamento do aparelho digestivo, diminui a chance de desenvolver câncer, doenças do coração e outras doenças crônicas, assim como combate a obesidade.

No Instituto Verde Vida as verduras e os legumes são importantes fontes de carboidratos, fibras, água e vitaminas. As folhas das verduras contêm clorofila, que limpa e oxigena o sangue. As de cor mais intensa (verde escura) são abundantes em ácido fólico, importante anti-anêmico, além de serem boas fontes de cálcio, fósforo e ferro. As folhas de nabo, rabanete, cenoura, beterraba, couve-flor e brócolis também são ótimas para comer, inclusive os talos.

Uma boa higienização.

Lavamos os vegetais inteiros em água corrente. No caso das verduras, lavamos folha por folha e, para legumes, uma escovinha.

Em seguida, colocamos de molho em uma vasilha de vidro ou louça com água e cloro (ou água sanitária), numa porção de 1 colher de cloro para 1 litro de água. Deixe por 15 minutos.

Propriedades curativas.

Alho: O principal componente do alho, a alicina, é um produto bactericida, antigripal e expectorante. O alho também ajuda a reduzir o nível de colesterol no sangue, evitando problemas cardiovasculares. O alho tem apenas um inconveniente, o odor e o gosto que permanecem na boca após a sua ingestão.

Para contornar isso, recomenda-se mascar cravos da índia, que diminuem bastante tanto o cheiro quanto o sabor do alho. Antisséptico, desintoxicante, digestivo. Contra anemia, bronquite, insônia, neurites e polineurites, parasitas intestinais, calos, câncer, coqueluche.

Batata: Combate a cistite, corrimentos vaginais, feridas e picadas de insetos. É energética e deve ser comida com a casca, eventualmente.

Berinjela: É muito pouco calórica (como a maioria dos legumes), com apenas 16 calorias em 100 g. Rica em água (93%) fornece boas quantidades de potássio (200 mg/100 g de berinjela). Contribui com fibra alimentar (2,5 g/100 g), cálcio (10 mg/100 g) e fósforo (12 mg/100 g de berinjela). Evita doenças da boca, fígado e vesícula biliar. Reduz o colesterol e é diurética.

Beterraba: Previne anemia, alguns tipos de câncer, tosse, coqueluche e males do fígado. É diurética, energética, laxante e tonificante. O consumo regular de sumo de beterraba mostrou-se útil na diminuição dos níveis de colesterol total, promovendo a saúde dos vasos sanguíneos.

Brócolis: Contém fitoquímicos como Sulforafano e Indoles, conhecidos por terem capacidade de proteção contra o câncer e propriedades na produção de enzimas que destroem células cancerígenas. Sulforafano é o principal fitoquímico descoberto que elimina a H. Pylori, responsável pela gastrite e úlcera estomacal. Outras propriedades são: calmante, laxante, antianêmico e tonificante.

Cebola: Combate anemia, câncer, gripe, obesidade, rachaduras da pele, colesterol alto, insônia e reumatismo. Contra males do aparelho urinário e circulatório, da próstata e da tireoide. É depurativa.

Cenoura: É uma grande fonte de vitamina A, cujas necessidades diárias podem ser quase que totalmente supridas com apenas 100 g desse legume. Essa vitamina contribui para o bom estado da vista, da pele e das mucosas. Além disso, a cenoura contém muitos sais minerais, como Fósforo, Cloro, Potássio, Cálcio e Sódio, necessários ao bom equilíbrio do organismo, e vitaminas do Complexo B, que ajudam a regular o sistema nervoso e a função do aparelho digestivo.

Crua, ralada e bem lavada, a cenoura limpa os dentes e desenvolve os músculos mastigadores; seu suco ou caldo concentrado de seu cozimento adicionado ao mel ou suco de limão é ótimo para curar bronquite; é indispensável para gestantes e lactantes, pois melhora e aumenta o volume sanguíneo que, consequentemente, aumenta e melhora a produção do leite.

Age contra o câncer, anemias, asma, diarreia. É boa para circulação, ossos, olhos, pele e varizes. É cicatrizante e aumenta a produção de leite nas lactentes.

Inhame: Em termos medicinais, o inhame é considerado um poderoso depurativo do sangue e, de acordo com o Estudo Nacional da Despesa Familiar realizado pelo IBGE, é recomendado também na prevenção da malária, da dengue e da febre amarela. Além disso, ele fortalece o sistema imunológico e aumenta a fertilidade nas mulheres. Todas as partes do vegetal podem ser  consumidas: o tubérculo, as folhas e os talos. Contra sinusite, tuberculose, verrugas e acne. Males do ouvido e aparelho urinário. Energético e desintoxicante.

Manjericão: Na medicina popular, o chá das folhas do manjericão é utilizado para aliviar as dores de garganta (gargarejo); em bochechos ajuda a cicatrizar aftas. Este chá atua ainda contra tosses, gripes, resfriados e crises de bronquite. Sendo um sedativo suave, pode ser usado para combater dor de cabeça, enxaqueca e gastrites. Contra enxaqueca, flatulência (gases), resfriado e torcicolo. Digestiva.

Milho: O milho é grande fonte de energia por conter alto teor de carboidratos, além de possuir quantidades consideráveis de vitaminas B1 e E e sais minerais. A vitamina B1 (tiamina) ajuda na regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo e tonifica o músculo cardíaco.

A vitamina E apresenta propriedades antioxidantes sendo, por isso, utilizada na conservação de alimentos. Ela combate a degeneração muscular, atua no crescimento e protege o sistema reprodutor, aumentando a potência sexual.

É ainda rico em Fósforo (necessário ao cérebro). Contra artrite, cólicas e caxumba. Protege dos males da arteriosclerose. É diurético, energético e elimina o ácido úrico.

Repolho: Esta hortaliça crua é uma ótima fonte de vitaminas A e C. A vitamina C é necessária ao desenvolvimento dos ossos e dentes e aumenta a resistência dos tecidos e dos vasos sanguíneos. Também age contra as infecções, hemorragias e o envelhecimento precoce, mas é conhecida principalmente, por combater gripes e resfriados e outras doenças mais sérias, como a pneumonia e a anemia secundária.

O repolho branco é depurativo do sangue, estimulante da digestão, auxilia no combate à tuberculose e, também, em todos os casos de cansaço físico. Deve ser comido cru e bem mastigado. Em cataplasma, as folhas de repolho são excelentes para dissolver furúnculos.

E o repolho roxo, por sua vez, tem propriedades estimulantes na produção de hormônios e auxilia na queima das gorduras. Contra caspa, seborréia, dores ciáticas, feridas em geral, náuseas, reumatismo, rouquidão. Também é anticancerígeno.

Salsa: Antiinflamatório, estimulante do apetite, depurativa, expectorante. Combate o mau hálito, pressão alta, icterícia, impotência sexual, sarampo, cálculos renais, dor de ouvido e problemas da menstruação.

 

A importância dos Legumes e Verduras A importância dos Legumes e Verduras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *