Por que me preocupar com a alimentação do meu filho?

obesidade infantilO sobrepeso e a obesidade são problemas que vem crescendo entre crianças e adolescentes e podem levar à diabetes, hipertensão, colesterol e triglicérides elevados, além de problemas sociais e psicológicos que são capazes de afetar o desempenho escolar. O baixo peso acarreta a um retardo na eficiência física (crescimento e desenvolvimento) e desânimo.

A educação nutricional surge com o intuito de garantir uma alimentação saudável, prazerosa e que possa suprir as necessidades individuais. A escola destaca-se pelo seu papel de protagonista, representando um ambiente propício para o projeto de uma educação nutricional junto à família, uma vez que, ao oferecer uma alimentação equilibrada, contribuiu para um maior rendimento escolar, crescimento e desenvolvimento do aluno.

Com a educação nutricional, torna-se possível motivar a curiosidade e o interesse das crianças pelos alimentos enfatizando a importância de cada um para a saúde.

Importante que essa intervenção ocorra principalmente na fase pré-escolar por apresentarem maior facilidade em assimilar conceitos.

Estratégias de educação nutricional tornam-se fundamentais para o desenvolvimento da aprendizagem sobre nutrição, pois prendem a atenção das crianças e as fazem interagir por meio das atividades de recreação, peça teatral lúdica, horticultura, culinária, etc. As atividades consistem, também, em estimular os alunos a experimentarem novas frutas, distinguir cheiros e demonstrar que os alimentos influenciam na escolha alimentar não só das crianças, como nas de seus familiares, envolvendo assim toda a comunidade escolar.

Nutricionista
Danielle Canabrava Lopes
CRN9: 8513

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *